São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Drogas e Travestis. Renuncia dogovernador da Lazio e a manifestação digna da sua esposa.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 28 de outubro de 2009.

a esposa de Marrazzo.



Este blog Sem Fronteiras de Terra Magazine informou e comentou sobre o drama de Piero Marrazo, que hoje renunciou ao governo da região Lazio-Roma.


A propósito, informamos ontem que a renúncia era iminente. Marrazzo assinou a renúncia no interior de um convento-abadia, onde se encontra em recolhimento espiritual. Ele já havia se auto-afastado em razão do escândalo, que hoje ingressa no seu quinto dia.


A Itália não é uma federação, mas um estado unitário. Administrativamente, há separação por regiões, que nas federações são chamadas de estados (unidades federativas). O governador da região recebe o título de presidente.


Marrazo foi governador (presidente) da região-estado Lazio e eleito pelo partido Democrárico (PD), de centro-esquerda. Com a sua renúncia, serão marcadas eleições, antecipadamente.


O mencionado Marrazzo foi filmado durante um encontro amoroso com um trans brasileiro conhecido por Natalia (em italiano o acento recai no “i”). No quarto em que se encontrava havia grande quantidade de cocaína.


Durante a relação, o apartamento foi invadido por quatro policiais militares, que, para não prenderem em flagrante o governador por posse de cocaína (a que estava numa mesa do apartamento de Natalia), exigiram e receberam dinheiro. Mais ainda, sumiram com a cocaína.


Supracitado vídeo acabou negociado com uma agência de propaganda e, também, com o responsável pela direção da revista “Chi” (Quem). Houve apreensão policial antes da sua difusão: o vídeo disponibilizado no You Tube, conforme informado pelas autoridades policiais italianas, é falso.


A filmagem, segundo suspeita a polícia, teria sido feita pela travesti Brenda, também brasileiro: confira suas fotos no post-abaixo.


Na posse do vídeo, os policiais continuaram a extorquir o governador. Um deles exigiu a sua transferência para outra unidade policial, pois estava sendo investigado por uso de drogas proibidas.


Os quatro policiais autores das extorsões estão presos preventivamente.


Por inquérito, continuam as apurações sobre uma eventual co-autoria das travestis brasileiras. PANO RÁPIDO. Ontem, no auge do escândalo e com pressão político-partidária para a renúncia de Marrazzo, a esposa do então governador, conceituada jornalista da estatal RAI (rádio e televisão italiana), não deixou de atender um compromisso assumido há meses.


Roberta Serdoz, bem vestida, sem traços de angústia, maquiada e penteada com esmero, presidiu, com maestria, um encontro sobre o “Papel da Mulher no Mundo do Trabalho”.


Dispensável dizer algo sobre o seu profissionalismo e dignidade.


No debate, não faltou a pergunta esperada. Quando formulada, pareceu constrangedora. Mas, Roberta Serdoz, sem apreensão ou constrangimento, respondeu: “Não deixarei Piero. A família continua unida. As mulheres são indestrutíveis”.


Uma frase, em especial, emocionou os presentes: “Mostro che le donne non crollano”, disse Roberta, que fez lembrar Hillary Clinton.

–Wálter Fanganiello Maierovitch–


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet