São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Terror. MInistro da Justiça afirma que célula alqaedista atacaria metrô de Nova York.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 26 de setembro de 2009.

Metrô de Nova York.

O ministro da Justiça dos EUA, Eric Holder, acaba de declarar que uma célula al-qaedista foi desarticulada. Isto quando já era iminente um ataque ao metrô de Nova York.


A célula seria comandada por Najibullah Zazi, um americano de pais afegãos.


Zazi foi preso no Colorado, onde morava e trabalhava como motorista no aeroporto local.


O acusado teria admitido a agentes do FBI competir-lhe a tarefa de coordenar ataques a causar destruições em massa.


Mais ainda, teria confessado Zazi que aprendeu a confeccionar bombas potentes num campo de adestramento da Al-Qaeda, no Paquistão.


O processo tramitará perante o Grande Júri de Nova York.


No mesmo processo, e a responder por crime de falso testemunho, figura Mohamed Wali Zazi, que é pai de Najibullah Zazi: ele teria mentido ao negar as ligações do filho com os al-qaedistas.


O terceiro réu responderá o processo em liberdade, depois do pagamento de fiança. Trata-se do líder comunitário e religioso Ahmad Wais Afzali. Esse imã xiita é acusado de apoiar a célula e como fiança à Justiça pagou US$ 1,5 milhão.


Para as autoridades, a meta de Zazi seria atacar o metrô de Nova York. O ataque, no entanto, teria proporção maior do que os ocorridos nas estações de Londres e Madrid.


Os três acusados proclamaram-se inocentes para o juiz que presidirá o Grande Júri.


PANO RÁPIDO. O ministro da Justiça fez uma afirmação grave e preocupante. Só que, na entrevista coletiva, não mostrou nenhuma prova. Disse que todas elas estão na posse do Ministério Público e foram juntadas aos autos do processo que tramitará perante o Grande Júri.

–Wálter Fanganiello Maierovitch–


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet