São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Berlusconi: mil euros por transa e grupo de 30 garotas de programa. O jornalista espanhol está com inveja, afirma o premier.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 11 de setembro de 2009.
Patrizia D´Addario: noite a pagamento com Berlusconi.


Silvio Berlusconi imaginava que o jornal espanhol El Pais, –com o qual litiga na Justiça por ter publicado fotos dos bacanais promovidos na sua cinematográfica casa de praia da Sardenha–, não fosse enviar um correspondente para cobrir o seu encontro com o premier José Luís Zapatero, em La Maddalena.



Enganou-se. Lá estava o jornalista Miguel Mora, do referido El Pais, com microfone sem fio na mão e perguntas que provocaram sorriso amarelo e situação desconfortável para o visitante Zapatero.



Na bucha, perguntou Miguel Mora: - “Os encontros com garotas de programa que sua Excia promovia acabam com a imagem da Itália no exterior. Não estaria na hora de renunciar” ?



Berlusconi, impulsivo, respondeu : - “ O senhor está com inveja”.



Na seqüência, disse que os processos que promoverá contra a “escorte” Patrizia D´Addario acarretarão para ela 18 anos de prisão.



Para o premier, a sua intimidade foi violada e a “garota de programa” tinha em mente, quando compareceu ao encontro, causar um posterior escândalo, virar celebridade e faturar muito dinheiro com isso.



Perguntado sobre o pagamento do programa, Berlusconi disse que, na sua vida, nunca tinha pagado para fazer sexo com mulheres. Frisou que o valor maior está na conquista da mulher e o pagamento impede isso.



Diante das resposta do premier Berlusconi, o El Pais resolveu ouvir a escorte D´Addario, nascida e moradora em Bari (sul da Itália).



Berlusconi, o conquistador que afirma nunca ter pago michê.


D´Addario desafiou Berlusconi para um debate público sobre o acontecido no palazzo Grazioli, a preparação feita pelo empresário Tarantini e outras questões a respeito de “sexo, conquistas, relações entre homem-mulher, desempenho sexual e poder”.



Pelo jeito, D´Addario não se intimidou com os 18 anos de cadeia, mencionados na ameaça de Berluconi. Deste que ficou famosa, corre a Europa para faturar dinheiro com a sua imagem e participa de eventos e festas noturnas. Em síntese, fatura como celebridade e não mais como prostituta.



D´Addario, hoje e por exemplo, voltou às primeiras páginas dos jornais europeus, nesse embate que só Berlsuconi perde.



Pano Rápido. No processo investigatório sobre exploração de mulheres e tráfico de drogas, conduzido pelo ministério Público e que corre na cidade Bari, acaba de ser ouvido o empresário Tarantini: ele fabrica próteses hospitalares, participa de licitações para venda dos seus produtos e virou amigo íntimo de Berlusconi.



Tarantini admitiu que arregimentava prostitutas para levar às festas de Berlusconi na Sardenha (Porto Rotondo, onde Berlusconi tem uma cinematográfica casa de praia, conhecida por Villa Certosa) e no romano palácio que serve de residência oficial para os primeiros ministros italianos.



Contou o empresário Tarantini que, no total, arregimentou 30 belas “garotas de programa” para atender Berlusconi. Tudo corria por sua conta, como passagens aéreas, alimentação, hospedagens em hotéis e os “programas sexuais”.



A garota que fizesse sexo nos “eventos” berlusconanos recebia um extra de hum mil euros por “programa na cama”. A saída do quarto e posterior volta para outra relação sexual contava como sendo “novo programa”, ou seja, mais hum mil euros (cerca de R$3.000,00).



Berlusconi finge não saber se alguém pagava as contas das “garotas de programa”. E faz de conta que, nem indiretamente, pagava a “fatura”. Por isso, diz nunca ter favorecido Tarantini.


-“Todos vocês sabem bem que para quem ama as mulheres, a satisfação realizadora está na conquista”, não cansa de dizer Berlusconi.

Wálter Fanganiello Maierovitch–


Assuntos Relacionados
Agora | Máfias/Dinheiro Sujo | Drogas Ilícitas | Terror//Insurgência | Espiões/D.Humanos | Entrevistas | Colaborador- Carta Aberta. | Cultura | Imagens e Áudios | Eventos | Memória | Quem Somos | Contato | Textos dos Internautas
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet