São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Silvio Berlusconi: de Garanhão a Marido-traído.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch/CARTA CAPITAL

IBGF, 1 de junho de 2009.

Sílvio Berlusconi.

Até ontem, pesava contra o premier italiano Silvio Berlusconi a suspeita de ter mantido um relacionamento amoroso com Noemi Letizia, que completou 18 anos no mês de abril.



Tudo começou com a suspeita levantada pela esposa de Berlusconi, a ex-atriz Verônica Lario, de 52 anos. Ela publicamente declarou-se humilhada e contratou advogados para o ajuizamento de uma ação litigiosa de separação: Berlusconi é considerado o homem mais rico da Itália.



Diante da iniciativa da mulher, Berlusconi passou o mês tentando explicar que era apenas amigo de muitos anos do pai da jovem. Mais, pela televisão e jornais, garantiu que jamais tivera relacionamento amoroso com a menor Noemi, que se tornou maior de idade em abril, com comemoração festiva em Napoli. Dela participou intensamente o premier, que presenteou regiamente Noemi, que lhe chama de “papi”.



No curso do escândalo, apareceram fotografias, declarações de Noemi e do ex-noivo, que no sábado retratou-se. Descobriu-se, até, que Noemi passara a festa de final de ano (2008) e a férias de verão com uma amiga na cinematográfica Villa Certosa. Ou seja, na residência de verão de Berlusconi, na Sardenha (Costa Esmeralda).



Em campanha para Europarlamento, o premier atribuiu à esquerda italiana (PD) a difusão de um falso acontecimento, para fim eleitoral. Sem acreditar, falou em efeito bumerangue para a esquerda, pois os italianos estavam com ele. Como escrevi na minha modesta coluna semanal Linha de Frente para a Cidadania, de Carta Capital, o jornal La Repubblica encaminhou ao premier dez embaraçantes perguntas, baseadas em fatos e contradições do premier. Berlusconi ainda não respondeu.



Ontem, a “turma” de Berlusconi mudou de tática. A milionária Daniela Santaché, da ultradireita e que já disse haver sido “cantada” por Berlusconi, deu uma entrevista bombástica à publicação Libero.



Daniella Santachè, virou Santachèfanculo.

Santaché acusou Verônica Lario de manter um romance com o seu guarda-costa, Alberto Orlandi, de 47 anos de idade e que trabalha para ela há sete anos. Resumindo: Santaché insinua que Veronica acusara o premier para forçar a separação e sair como vítima. Só faltou dizer com uma “boa grana” e patrimônio.



A ultradireitista Santaché, velha aliada política de Berlusconi, coloca o premier na condição de vítima, insinuando uma armação de Verônica, às vésperas das eleições para o Europarlamento: para puxar votos, Berlusconi é candidato em todas as listas regionais do seu partido (PDL).



Sanché, disse, até, que Berlusconi já estava separado de fato de Verônica e sabia do romance dela há anos com o guarda-costa e chefe da segurança da milanesa mansão de Villa Campari, onde ela vive.



A neofascista Santaché ficou famosa por comportamentos desabridos. Certa vez, num comício, levantou o dedo indicador ao ser vaiada. A partir daí, passou a ser conhecida em toda a Itália por SantachèVaffanculo. Lógico, não gostou.



PANO RÁPIDO. No jogo de despedida de Maldini, no domingo retrasado e contra a Roma, o premier Berlusconi foi avistado pela torcida. Teve de ouvir o coro debochado de “Papi”, apelido, como frisei acima, que lhe foi dado pela jovem Noemi.



O campeonato terminou ontem e o Milão ficou mal posicionado na tabela. A torcida está enfurecida e acusa Berlusconi de haver contratado jogadores caros e improdutivos (Ronaldinho Gaúcho, entre eles).



O premier, que é presidente de honra e manda-chuva do Milan, parece aliviado com o fim do campeonato: o técnico já foi substituído pelo brasileiro Leonardo (ex-jogador do São Paulo, seleção brasileira e Milan). E está aliviado porque livre de um novo coro. De garanhão, o premier poderia, diante de uma torcida raivosa, receber o coro de “cornudo”, como nas tragicomédias do cinema italiano.

--Wálter Fanganiello Maierovitch-- Wálter Fanganiello Maierovitch


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet