São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

As Mentiras sobre Ingrid Betancourt.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 2 de março de 2009.

Ingrid, quando libertada.

Keith Stansell, Thomas Howes e Marc Gonsales, capturados pela FARC e mantidos em cativeiro por 1.967 dias e libertados em 2 de julho de 2008, escreveram, com a colaboração de Gary Brozek, um livro de memórias intitulado Out of Captivity, editado pela Harper-Collins.


No livro, o interessante fica por conta das descrições dos métodos utilizados pela guerrilha e o cotidiano na selva. O apelativo na obra diz respeito aos ataques feitos à franco-colombiana Ingrid Betancourt, seqüestrada um ano antes dos referidos mariners: permanceu 6 anos e meio em cativeiro.


Os três ex-mariners, por exemplo, narram que Ingrid quis intrigá-los com os membros das FARC, atribuindo a eles, falsamente, a condição de agentes da CIA. Não bastasse, eles garantem que Ingrid roubava-lhes a comida e “era mais perigosa do que os seus seqüestradores”.


O ex-marine Stansell, de 44 anos, chama Ingrid de “a dona do Gulag” e acrescenta que ela era arrogante e tratava-o pior do que os integrantes das FARC responsáveis pela sua vigilância.


Em defesa de Ingrid saiu o respeitado Luís Eladio Pérez Bonilha, seqüestrado pelas FARC em 10 de junho de 2001. Ele e Ingrid tentaram uma fuga e, por isso, passavam a maior parte do tempo acorrentados.


Eladio Peres, nascido em 1953, é filho do ex-governador Luís Avelino Pérez. Foi vereador, deputado, senador e governador do departamento de Nariño. Também foi presidente e membro da Comissão de Relações Exteriores da Câmara de Representantes, cônsul-geral da Colômbia no Paraguai, membro da Comissão Assessora de Relações Exteriores, vice-presidente do Parlamento Andino, presidente e membro da Comissão de Relações Exteriores do Senado da República.


Em entrevista, Eladio Perez disse “não ser verdade ter Ingrid Betancourt dito ou procurado convencer os rebeldes das FARC de que os três mariners eram agentes da CIA”.


PANO RÁPIDO. Parece que os três ex-mariners querem ganhar alguns trocados em cima da fama de Ingrid Betancourt, que comoveu o mundo. E se o ódio e a inimizade por ela existia, fica difícil explicar a razão de Marc Gonsalves, de 36 anos, ter depois da libertação, e por muito tempo, trocado amigáveis mensagens eletrônicas com Ingrid Betancourt.

Wálter Fanganiello Maierovitch.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet