São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

IRAQUE: Tempestade de Sapatadas contra Alvos Americanos.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 15 de dezembro de 2008.

Moktada al Sadr, o radical líder religioso anti-EUA.

O radical religiosa anti-EUA, Moqtada al Sadr, que não quer esperar até 2011 para ver as invasoras tropas norte-americanas fora do Iraque, acabou de reunir uma multidão na chamada Sadr City.


A meta é emprestar solidariedade a Montasser al Zaidi, jornalista xiita de 28 anos, que arremessou os seus sapatos contra Bush, durante a coletiva de ontem no Iraque. Além dos sapatos atirados, Montasser Zaidi chamou W. Bush de “cachorro” que, entre os islâmicos, é considerado animal impuro.


Montasser al Zaidi trabalha como correspondente para o canal de televisão Al-Baghdadiva, do Cairo.


Na manifestação em Sadr City, os participantes arremessaram sapatos contra veículos militares norte-americanos. E, para observadores, jogar sapatos contra alvos norte-americanos vai virar esporte nacional no Iraque.


Zaidi, depois do episódio, foi detido e submetido a exame psiquiátrico. Ele será acusado de crime de ultraje a um chefe de estado estrangeiro em visita ao país. A pena mínima prevista para tal crime chega a dois anos de prisão.


Cerca de 200 advogados iraquianos protestam defronte ao Parlamento. Khalil al-Dulaymi, -- antigo advogado de Saddan Hussein—já ofereceu os seus préstitos profissionais para defender o jornalista Montasser al Zaidi.


O ex-advogado de Saddam já cunhou a tese defensiva. Para ele, não há crime, mas legítima defesa, pois os EUA invadiram e ocupam o Iraque. Em face disso, toda a resistência torna-se legítima. Até o arremesso de sapatos contra o chefe do estado agressor.


Até o momento, nenhuma acusação formal foi feita contra o jornalista.


O exemplo de Sadr City, está sendo seguido na cidade de Najaf, com uma multidão em praça pública.

PANO RÁPIDO. A jogada de mídia de Bush não deu certo. Conseguiu fazer um novo herói, Montasser al Zaidi, e criar novas revoltas. Talvez o novo presidente, Obama, tenha, como prometeu em campanha, de antecipar a saída do Iraque, isto sem ousar pensar em deixar bases-militares.
--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet