São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Drogas. Soldados do Regimento Real drogados.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 26 de agosto de 2008.



O segundo batalhão de fuzileiros do Regimento Real tem como atribuição fornecer os soldados que cuidarão da segurança no famoso Palácio de Buckingham, construído em 1705 por William Wilde e transformado em residência da família real em 1762.

Segundo os jornais britânicos de hoje, fontes do ministério da Defesa informaram que oito soldados do segundo batalhão do Regimento Real foram submetidos a testes antidrogas em julho passado e os resultados foram positivos para cocaína e maconha.

Os testes foram aplicados em todos os soldados do mencionado batalhão que, a partir de março, assumiriam postos no Palácio de Buckingham. Quando da testagem, o batalhão estava estacionado em Chipre, em missão oficial.

Conforme revelado, os regimentos militares britânicos punem severamente o uso de drogas. Até as drogas psicoativas, como a cocaína, que deixam o usuário mais atento (“ligados, pois o cérebro passa a trabalhar mais rapidamente) não são admitidas. Nas guerras, no entanto, fala-se que drogas psicoativas são aceitas uma vez que os soldados, sob efeito, ficam desinibidos e destemidos.

Não se deve esquecer que, por duas vezes, a Inglaterra guerreou com a China, pelo controle da produção e da comercialização do ópio, que é uma droga depressiva do sistema nervoso central. Essas duas guerras, vencidas pelos britânicos, ficaram conhecidas por Guerra do Ópio. A primeira guerra durou de 1839 a 1842. A segunda deu-se em 1856 e terminou em face do Tratado de Tientsin, de 1860.

Os soldados do Regimento Real estão entre os mais experientes e conhecem bem o regulamento disciplinar sobre uso de drogas. Como são primários, não serão expulsos.
--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet