São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

TERROR E SEPARATISMO: ataque na China, às vésperas da abertura das Olimpíadas.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 4 de agosto de 2008.

Xinjiang-Turquestão oriental, anexado pela China.

Faltam quadro dias para a abertura das Olimpíadas e ocorreu tudo o que o governo chinês não queria que acontecesse, apesar da vigilância máxima contra ataques terroristas durante os jogos.

Um ataque ao posto-policial de Kashgar, na província de Xinjiang (Turquestão-oriental sob controle da China), resultou na morte de 16 agentes, com igual número de feridos graves.

Para os 007 chineses, o ataque foi obra do grupo terrorista conhecido por Movimento Islâmico do Turquestão Oriental. Na verdade, trata-se de um movimento separatista de uigures, que representam a grande maioria dos habitantes de Xinjiang

O oriental Turquestão (termo em persa ou Turkestan, em turco) foi anexado, por Mao Tse Tung, à República Popular da China. O Turquestão ocidental corresponde aos independentes Turcomenistão, Uzbesquistão, Tadjiquistão, Quirguistão e Cazaquistão.

Segundo anunciou a agência Nova China, os principais suspeitos são os uigures e a polícia já esperava ataques terroristas no período que antecede os jogos e no curso deles. Os policiais afastaram os uigures de Pequim e estão atentos a qualquer tentativa de ações de grupos mulçumanos separatistas, bem como já blindaram o Tibete, para evitar surpresas dos adeptos do Dalai Lama.

--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet