São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

MACONHA: Dispara produção nos EUA e o business da maconha atinge US$35,6 bilhões anuais.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 31 de julho de 2008.


A cultivo interno de maconha nos EUA está se tornando muito rentável. Para ter idéia, os plantadores norte-americanos de erva-canábica movimentam, anualmente, US$ 35,6 bilhões.

Em vários dos 50 estados norte-americanos cultivos tradicionais estão sendo substituídos pelo da maconha em face do ganho maior. No Alabama, estado de plantio de algodão, muitos agricultores migraram para o ilegal cultivo da erva cábica. O mesmo ocorre na Geórgia, tradicional estado de plantido de amendoim e na Califórnia, com relação à uva.

O maior produtor de maconha é a Califórnia, com 38,69%.

Nos plantios trabalham os que ingressaram ilegalmente nos EUA e não estão aptos para obter autorização de permanência. Em outras palavras, trata-se de mão de obra barata. Como esses trabalhadores pretendem permanecer nos EUA, submetem-se a esse tipo de trabalho e realizam jornadas extraordinárias sem remuneração. Em síntese, não têm nenhuma garantia social, incluída a trabalhista e a previdenciária.

. As áreas de plantio são vigiadas por empresas privadas de segurança, que disponibilizam os chamados “Cães de Guerra”, ou seja, aqueles empregados no Iraque por empresas petrolíferas e na Costa de Marfim, nas fazendas de cacau exploradas por franceses.

As áreas cultivadas são protegidas por cercas elétricas, sistemas de alarme, e cães ferozes.

Em 25 anos a área de cultivo de maconha aumentou em dez vezes. No ano de 1981, a produção de maconha nos EUA não ultrapassava a mil toneladas. Dados colhidos em 2006, revelam que a produção chegou a 10 mil toneladas.

O levantamento que concluiu representar o cultivo de maconha nos EUA um business de US$35,8 bilhões anuais, é da conceituada agência católica Fides. A agência tabulou dados de vários órgãos do governo para chegar ao resultado. A pesquisa teve por objetivo sensibiliar, diante do aumento da oferta da maconha, da demanda e dos lucros obtidos, o risco social, pelos danos individuais e coletivos.

PANO RÁPIDO. Diante do revelado pela agência Fides, o presidente Bush, embora em fim de mandato, deveria implantar no país o Plan Colômbia, que conceberam para o governo colombiano. Por exemplo, contratar os aviões da Dyn Corp (empresa privada de segurança) para despejarem herbicidas da Monsanto (glifosato da linha Roundup de herbicidas) nas áreas de plantio. Segundo o governo norte-americano sustentou na Colômbia, o produto (glifosato) não causa danos ecológicos. Ou, será que causa só nos EUA ?
--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet