São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

KARADZIC: preso o Bin Laden da Europa

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 22 de outubro de 2007.

Rodovan Karadzic.

(1). O Médico e o Monstro.

As forças de segurança da Sérvia capturaram ontem Radovan Karadzic, o médico-psiquiatra que foi o mentor intelectual do massacre de Srebrênica (1995), durante a guerra da Bósnia (1992-1995).

Aos 63 anos de idade, Karadzic foi localizado e preso, conforme divulgado em seca nota, pelo gabinete do presidente da Sérvia, Boris Tadic.

Para um funcionário do Tribunal Penal Internacional (TPI), ele não ofereceu resistência e aparentou estar deprimido. Karadzic, chamado de Osama Bin Laden da Europa, sabia que a Sérvia precisa entrar na União Européia e a condição primeira imposta era a sua captura e entraga ao TPI para responder por genocídio e crimes contra a humanidade.

A prisão ocorre num momento emblemático da vida política da Sérvia: o novo governo foi empossado há duas semanas. O novo governo, favorável ao ingresso do país na União Européia, sofre a pressão dos ultranacinalistas, que davam cobertura a Karadzic e querem a retomada de Kosovo, antigo enclave que se autoproclamou independente.

Com Karadzic preso, o governo, em duas semanas, mostra a sua autoridade e impões aos ultranacionalistas pesada derrota. O Partido Democrático, vencedor das eleições e liderado pelo presidente Tadic, possui perfil filo-ocidental. Os democratas conseguiram uma aliança com o Partido Socialista, que ganhou nova roupagem depois da prisão e morte de Slobodan Milosev, apelidado de “carniceiro dos Bálcãs”.

Agora, só falta a Sérvia localizar e entregar ao TPI o ex-chefe do exército, Ratko Mladic, 65 anos de idade, foragido desde 1995 e acusado de crimes de guerra, contra a humanidade e genocídio.

2.Um Pouco de Cinzas: Srebrênica.

No processo criminal para a ex-Iuguslávia, o TPI já declarou que as “forças sérvio-bosníacas, com o objetivo de eliminar parte de mulçumanos estabelecidos na Bósnia, escolheram Srebrênica, por ser um enclave emblemático. Primeiro, dominaram os muçulmanos do sexo masculino, adultos e jovens, tiraram os seus pertences e apreenderam as suas cédulas de identidade pessoal. Depois, mataram a todos, deliberada e metodicamente”.

Em maio de 2005, a destemida procuradora Carla del Ponte exibiu aos juízes do TPI um filme sobre os massacres em Srebrênica. Um fotógrafo amador, com risco, fez a histórica filmagem: as mulheres eram expulsas de suas casas, jogadas em caminhões e obrigadas a deixar Srebrênica. Muitas delas foram estupradas. As crianças, adolescentes e adultos do sexo masculino foram executados depois de amarrados, com as mãos para trás.

-Wálter Fanganiello Maierovitch


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet