São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

DANIEL DANTAS: volta à prisão de onde não deveria ter saído.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 10 de julho de 2008.

Daniel Dantas.


Novos documentos e um inédito testemunho serviram de base para a decretação da prisão preventiva do banqueiro Daniel Dantas. Por liminar em habeas-corpus, o ministro Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) tinha entendido desnecessária a prisão temporária de Dantas. Agora o quadro é diverso, tecnicamente. Não se trata mais de prisão temporária para obtenção de elementos sobre os crimes imputados. Trata-se de prisão preventiva para garantia da ordem pública e conveniência da instrução processual em face do poder corruptor atribuído a Dantas. Como haverá choro e ranger de dentes, podemos esperar reclamação junto ao STF ou novo habeas corpus com pedido de liminar,sempre com alegações de ilegalidades e abusos. Vamos esperar que o ministro Mendes, desta vez, não se precipite e seja capaz de perceber a necessidade de a prisão preventiva ser mantida. Pelo menos, que não conceda liminar e deixe o julgamento do habeas-corpus para exame de todos os seus pares. --Wálter Fanganiello Maierovitch--
Retrospectiva. Acompanhe o comentário acessando o link, no endereço eletrônico abaixo.
http://cbn.globoradio.globo.com/cbn/colunas/justica.asp


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet