São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

UNIÃO AFRICANA: começa o encontro e incomoda o caso Zimbábue,

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 30 de junho de 2008.

##folha2338##

Desculpe o desabafo. Fala-se da fraudulenta eleição de Robert Mugabe, no Zimbábue, ex-Rodésia e antiga colônia britânica na África oriental. Mas, dos presidentes de países africanos, ¼ está no poder faz mais de 20 anos.

Pode-se esperar algo do encontro da União Africana que se iniciou hoje no Egito O anfitrião, presidente Hosny Mubarack, está no poder desde 1981 e só vai sair morto. Do summit africano participará o ex-terrorista Muammar Abu Minyar al-Gaddafi, que preside a Líbia desde 1969.

Ao que parece, a eleição frudulenta do tirano Mugabe, há 28 no poder, não entrará na pauta. O barulho externo ficará por conta de Desmond Tutu, ganhador do Nobel da Paz, que, em entrevista, alertou: - “ A União Africana não deve não deve reconhecer a eleição de Mugabe e deveria, o mais rápido possível, enviar uma força de paz para o Zimbábue”.
--Wálter Fanganiello Maierovitch—


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet