São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

DROGAS. Ameaçada de Morte à Ministra Daysi Tourné

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 22 de abril de 2008.

Daysi Tourné.


No ano passado e graças à cooperação internacional, foi descoberta que uma potente organização internacional de narcotraficantes, integrada por uruguaios, mexicanos e colombianos, estava sediada no balneário uruguaio de Punta del Leste e na capital Montividéu.


Era mais uma prova de o crime organizado não obedecer limitações de fronteiras e atuar em rede planetária.


Por outro lado, não houve surpresa com a escolha do Uruguai pelos narcos.


O Uruguai sempre foi considerado praça de lavagem de dinheiro sujo e de reciclagem de capitais. Sem possuir reservas, esse país mantém um movimentado comércio internacional de ouro. A propósito, vale lembrar a falsa operação com ouro montada, a partir de Montevidéo, pelo então presidente Colllor.



Os cassinos de Punta del Leste, como até as roletas sabem, atraem não só jogadores, mas, também, lavadores de dinheiro sujo.


Com efeito, depois da repressão à supracitada organização de nacontraficantes, a ministra do Interior do Uruguai, Daisy Tourné, ampliou efetivos para combater os narcotraficantes em atuação a partir do Uruguai.


Ela passou, então, a receber ameaças de morte, o mesmo ocorrendo com servidores do seu ministério. A ministra cuida da segurança interna do país e controla as polícias e os agentes de inteligência.


A informação sobre as ameaças foi veiculada pela agência Misna, que se reporta aos jornais uruguaios encontrados hoje nas bancas. E a ministra Daisy Tourné, em entrevista coletiva, acabou de confirmar as ameaças e aproveitou para mandar um recado: - “Não nos deixaremos intimidar”.

--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet