São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Direitos Humanos. A Tocha passará pela capital do Tibet.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 10 de abril de 2008

Tocha Olímpica.


Depois de São Francisco, e enquanto o Comitê Olímpico Internacional (COI) ainda reflete sobre a oportunidade e a conveniência de suspender o giro planetário da tocha olímpica, esse símbolo dos jogos estará nas ruas de Buenos Aires amanhã, sexta-feira.

Na seqüência, passará pela africana Dar es Salaam (Tanzânia) e por Muscat, na Península arábica e rumo à Ásia.

Os chineses encarregados da organização dos jogos comunicaram que a tocha olímpica passará por Lhasa, capital do Tibete, palco dos massacres. De se frisar que Lhasa, há alguns anos, tem mais chineses do que tibetanos.

Pano Rápido. Desde 24 de março,quando a chama olímpica foi acesa na Grécia e a tocha simbólica dos jogos passou a girar pelo mundo, os protestos cresceram.

Não há dúvida que a China, badalada pela sua pujança econômica e pela instalação de um comunismo sui-generis, --para não dizer de “araque”--, começou, com a pira olímpica acessa, a perder prestígio e respeito dos cidadãos. --Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet