São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Direitos Humanos. Bush telefona ao presidente chinês. Sarkozy volta atrás.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 26 de março de 2008.

De Roma. Hoje, o presidente norte-americano, George W.Bush, falou pelo telefone com o presidente chinês Hu Jintao, que começou a sua carreira política como comissário do partido comunista para o Tibet.



Bush, segundo divulgado pela Casa Branca, demonstrou sua preocupação pelo problema tibetano. Mais ainda, solicitou ao homólogo chinês para “ entabular um diálogo concreto com os representantes do Dalai Lama e permitir que aos colóquios tenham acesso os jornalistas e os diplomatas”.

PANO RÁPIDO. Para analistas europeus, Bush teria sentido o impacto das declarações de ontem do presidente francês, que não exclui a hipótese de aderir ao boicote aos Jogos Olímpicos de Pequim (confira “post” abaixo).

Bush teria ficado em situação difícil pois, desde 10 de março quando começou a repressão policial Tibet, vinha sustentando que estaria presente à abertura dos jogos em 8 de abril.

O que Bush não esperava era o discurso do presidente francês no parlamento de Westmister, na presença do premier britânico Gordon Brow. Sarkozy disse estar enviando mais soldados franceses para combater no Afeganistão e, para surpresa geral , disse que nunca pensou em boicote aos jogos. Aviso: a manifestação de Sarkozy foi posterior a de Bush.

-Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet