São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Premier chinês acusal tibetanos de querer boicotar os jogos olímpicos em Pequim.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 18 de março de 2008.

.


Roma. O premier Wenjiabao acaba de acusar os tibetanos e o seu guia espiritual, o Dalai Lama, de promoverem “violência e saques” para criar situação a impedir a realização dos Jogos Olímpicos, “que é um sonho acalentado por muitas gerações de chineses e a vontade do seu povo.
Em réplica, o Dalai Lama disse que está pronto a se demitir se a situação se degenerar.
Enquanto isso, cerca de sessenta manifestantes tibetanos foram presos numa tentaiva de invasão à embaixada da China.
O presidente italiano Georgio Napoletano pediu ontem providências à União Européia, que já está a designar uma missão especial para discutir, com autoridades chinesas, a situação e as perspectivas de uma retomada de diálogo político com o Dalai Lama, interrompido pela China em 1993.
PANO RÁPIDO. Enquanto as autoridades diplomáticas estiverem a se movimentar, a violência por parte da polícia chinesa ficará contida.

--Wálter Fanganiello Maierovitch--


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet