São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

TERROR. Filho de Benazir assume liderança. Testamento político de Benazir é aberto.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF, 30 de dezembro de 2007, às 11,50 hs.

Bilawal, filho de Benazir.




Hoje de manhã foi aberto e lido o testamento político deixado por Benazir Bhutto.



Ela deixou grafado que o filho Bilawal , de 19 anos, seria seu sucessor. Estabeleceu, também, que o marido (que goza de péssima fama e é considerado corrupto: o Dr. Comissões, como é conhecido), Asif Ali Zardari , seria o vice-presidente do partido popular.



Enquanto isso, um canal de televisão mostrou imagens inéditas do atentado, onde aparecem dois suspeitos, um deles, jovem, de paletó e gravata impecáveis.



PANO RÁPIDO Erram os que falam em guerra civil, advertiu o respeitado politicólogo norte-americano Michael Walzer, 72 anos e autor da célebre obra intitulada Guerra Justa e Injusta . Para Walzer, o país aprendeu a conviver com grandes tragédias.


Walzer, no entanto, alerta “A Ásia Central é mais perigosa que o Oriente Médio. O Paquistão está exposto aos radicais islâmicos e ao terrorismo. A curto-prazo, entendo que a única saída para conter essa dupla ameaça seja uma aliança entre o ex-premier Nawaz Sharif (dividia com Benazir, em outro partido, a liderança da oposição democrática) e os militares, que são os verdadeiros detentores do poder no Paquistão”.



Entende Walzer, que o risco nuclear (o país possui bomba-atômica) está a exigir uma comissão de intervenção e gestão nuclear pela ONU e no Paquistão ---. E ressaltou que o ex-premier Nawaz, por laços com algumas lideranças islâmicas moderadas (bem maiores do que Benezair, uma ferrenha democrata secular), poderá ser o pólo estabilizador.

Wálter Fanganiello Maierovitch, às 11,40 hs.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet