São Paulo,  
Busca:   

 

 

Agora

 

Direitos Humanos e Jogos Olímpicos de Pequim.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

IBGF,11 de dezembro de 2007.



ROMA..”. A seção européia da Anistia Internacional acaba de apresentar um preocupante relatório como título “Pequim 2008. Olimpíada e Direitos Humanos na China”.

No relatório, em resumo, conclui a Anistia que as violações a direitos humanos na China se agravaram depois da escolha do país para sediar os jogos e sob compromisso de avançar nesta questão fundamental.

Só para lembrar, na China vive 1/5 da população mundial.

Entre os casos relacionados de violações a direitos individuais em aumento, estão as prisões administrativas pela polícia. A polícia chinesa está autorizada a prender e manter a custódia de uma pessoa por até quatro anos, sem processo e sem possibilidade de o preso ter advogado.

Outra medida criticada pela Anistia, -- que é uma organização não governamental vencedora do Nobel da Paz de 1977--, consiste na prisão administrativa, arbitraria e com imposição de prestação de serviços, sem qualquer processo, direito de defesa e condenação judicial.

Essas supracitadas restrições a direitos da pessoa humana vêm sendo impostas a chineses desocupados e aos sem-tetos de Pequim. A meta é tira-los de circulação das ruas durante os jogos e ocupá-los em algumas atividades ditas de interesse público. Na verdade, trabalho compulsório e escravo.

Mais ainda. Dependentes de drogas e alocoólatras (os especialistas preferem alcoolistas) são presos, em especial em Pequim, e as famílias não sabem dos seus paradeiros.

A propósito, todos só serão soltos depois do jogos olímpicos de agosto.

Lembrou a Anistia, também, que o governo chinês, no início deste ano , anunciou o levantamento da censura, mas, para os chamados delitos de opinião, ela só vale aos jornalistas estrangeiros, correspondentes em Pequim.

Os jornalistas e escritores chineses continuam sendo presos quando se opõem ao regime nos seus textos. Ou seja, a China descumpre olimpicamente o compromisso de respeito a direitos humanos.

Diante do relatório da Anistia, espera-se, para os próximos dias uma manifestação do Comitê Olímpico Internacional. PANO RÁPIDO. Caso tivesse, apostaria uma medalha olímpica de ouro, pois acho que o Comitê Olímpico Internacional não responderá à Anistia.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet