São Paulo,  
Busca:   

 

 

Textos dos Internautas

 

Sobre o IBGF

Por Ricardo Herton Furtado Freire

Trata-se de um excelente idéia. Democratizar o debate sobre a criminalidade organizada é uma forma eficaz de colocar o temapara o "domínio público", não obstante acreditar que atemática merece, e não pode perder de vista, o enfoque técnico, notadamente dos especialistas na matéria.

Recentemente, quando pensei em escrever minha dissertaão deMestrado(Direito Constitucinal) sobre algo que relaciona-se ocrime organizado com o Estado Contemporâneo e/ou com a Democracia, senti-me sozinho posto que nenhum dos professoresdo curso se interessou. Acho que foi porque o tema saiudo "lugar comum". É uma pena, mas tudo ainda é tratado deforma muito amadora. Nos próprios órgãos policiais (faço parte de um deles)é patente o desconhecimento acerca do assunto.

Não há sequer um treinamento especializado. Chegamos ao ponto em que se vê uma terrível simbiose do crime organizado com o Estado. Não se sabe onde termina um e começa o outro.

O IBGF tem tudo, Dr. Wálter, para suprir essa lacuna sem tamanho, isto é, o estudo sério e comprometido que tem como objeto a criminalidade organizada e como objetivo, combatê-la.

NÃO DEIXE QUE AS DIFICULDADES INTERROMPAM A VIDA DESSE IMPORTANTÍSSIMO INSTITUTO!!!

Atenciosamente,

Ass: Ricardo Herlon Furtado Freire.


© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet