São Paulo,  
Busca:   

 

 

Cultura

 

VATICANO: mais de 80 mil pessoas pregam no primeiro aniversário de morte do papa João Paulo II

Por IBGF/WFM

IBGF-2/4/2006.
OLHO.

"Ele vive no nosso coração". Essa foi a frase de efeito proferida por Bento XVI aos 80 mil fiéis que se concentraram na Praça de São Pedro (Vaticano) para orar e relembrar o papa Wojtyla, morto em 2 de abril de 2005. Os jovens tiveram presença marcante. Bandeiras do Brasil, Argentina e Paraguay poderam ser vista na Praça.

MATÉRIA.

vigília na Praça São Pedro.


"Vive no nosso coração". Assim o atual papa, Bento XVI, dirigiu-se, da janela dos seus aposentos, para a multidão que foi à Praça de São Petro para orar e relembrar o papa Wojtyla, falecido há hum ano, no dia 2 de abril de 2005.

Mais de 80 mil peregrinos chegaram a São Pedro. Portavam bandeiras, faixas e velas acessas. Pessoas de todas as idades e crenças e uma grande presença de jovens. Numa das faixas estava escrito: "São os órfãos de Karol Wojtyla. São aqueles que não podem esquecê-lo e o desejam reconhecido Santo sem demora".

Muitos polacos estavam na Praça e portavam faixas escritos em polonês. A multidão concentrou-se para participar da vigília de orações. Muitos grupos organizados de igrejas e associações laicas marcaram presença.

Papa Wojtyla, numa das suas últimas aparições.
Bastante emocionado, o papa Bento XVI dirigiu-se à multidão é destacou:
Passou um ano da morte do servo de Deus. Mas, a sua memória continua a estar muito viva, como testemunham as inúmeras manifestações programadas para este dia e em todas as partes do mundo. Ele continua a estar presente na nossa mente e no nosso coração."

Para recordar a figura de Wojtyla, Bento XVI usou duas palavras: fidelidade e dedicação. "Fidelidade a Deus e dedicação à sua missão de pastor da Igreja. A sua doença o colocou ainda mais junto à dor humana. E ele deu ao seu sofrimento dignidade e valor.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet