São Paulo,  
Busca:   

 

 

Cultura

 

RESISTÊNCIA quebrada: mulheres no comando do Exército Italiano

Por IBGF/WFM

Como noticiou, em primeira página, o jornal italiano La Repubblica, 22 mulheres, pela primeira vez na história das Forças Armadas da Itália, alcançaram postos de comando.

Mulheres no comando.


Elas concluíram o curso superior da Academia Militar de Modeno, primeiro a admitir mulheres. Em 2000, foi aberto o concurso de seleção com 13.133 mulheres concorrendo. Passaram 46. Dessas 46, muitas deixaram o curso. Depois de 5 anos de curso foram aprovadas 22 mulheres oficiais. Elas obtiveram a patente de tenente

, que é o início da carreira. Em princípio, todas poderão alcançar a patente de general Nas Forças Armadas italianas, incluída a arma dos Carabineiros, eram admitidas mulheres por nomeação e sem curso para patente de oficial. Portanto, não podiam comandar.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet