São Paulo,  
Busca:   

 

 

Cultura

 

PAPA BENTO XVI fala sobre as drogas.

Por IBGF/WFM

Para o novo papa, "a DROGA e o TERRORISMO,-- não no aspecto político-social e não também aquele da máfia e da xenofobia---, podem ser considerados filhos da mesma mãe. Eles, droga e terrorismo, têm uma origem comum: o protesto contra o mundo atual, assim como ele está e se apresenta, e o desejo de se conseguir um mundo melhor".

BENTO XVI: as buscas frustradas.


Para Bento XVI, a DROGA (uso) é uma forma de protesto contra "a situação de fato".

O fenômeno da DROGA "é o êxito do desespero por um mundo que vem considerado como uma prisão, isto por uma sucessão de acontecimentos, no qual o homem não se sente em condições de resistir para sempre.

A situação da DROGA é uma espécie de protesto contra "uma realidade sentida como sendo um cárecere, uma prisão".

A grande viagem pela qual os homens procuram na droga "é , assim, o pervertimento da aspiração humana ao infintito". "A tentativa de ultrapassar, vencer, barreiras da própria existência em direção ao infinito".

"A humilde e paciente aventura de crescer, a pequenos passos e na direção ao alto para se aproximar de Deus, que se inclina em direção a nós, vem sendo substituída pela magia buscada por meio da droga."


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet