São Paulo,  
Busca:   

 

 

Cultura

 

POLÊMICA: Cartório registra união de fato entre homossexuais.

Por IBGF/WFM




OLHO.

Na cidade italiana de Pádova, o Cartório de Registro Civil, que tradicionalmente e por força de lei registra nascimentos, casamentos (averba divórcios) e óbitos, inovou em termos registrais. Passou a registrar, em livro próprio, os contratos de união de fato, entre homossexuais.

Os católicos já protestam e os padres locais acham que o precedente é perigoso.

MATÉRIA.

Na Itália, difundiram-se os PACs, ou seja, "Pactos Civis de Solidariedade". Eles são contratos,-- acordos de vontades--, voltados a garantir direitos iguais aos previstos para os casamentos entre pessoas de sexos diferentes.

Para a ministra da Família, Rosy Bindi, uma católica, a iniciativa de Padova é legal: "Confirma, simplesmente, a definição de família prevista no ordenamento jurídico.

Opinião contrária sustenta Maurizio Lipi, do partido Forza Italia (centro-direita). Para Lipi, "a iniciativa é grave e perigosa porque quer introduzir uma legitimação, não prevista da legislação sobre união de fato, minando o princípio fundamental da família".
A polêmica prossegue, ou seja, é legal ou não o registro de uma união de fato? IBGF/WFM, 06 de dezembro de 2006.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet