São Paulo,  
Busca:   

 

 

Cultura

 

AL JAZEERA completa 10 anos

Por Wálter Fanganiello Maierovitch




A controvertida Al Jazeera completa 10 anos de amplo sucesso.

São mais de 40 milhões de expectadores: os mais otimistas estimam em 300 milhões.

A Tv.Al Jazeera nasceu quando, em 1 de novembro de 1996, a BBC-árabe foi fechada pela pressão dos sauditas.

Os "órfãos" jornalistas e operadores da fechada BBC-árabe montaram um mini-estudio na cidade de Doha, no minúsculo Catar e começaram do zero.

O aporte financeiro veio do emir Shaikh Muhammad bin Thani, dono da Al Jazeera.

Na festa de aniversário, será anunciado o lançamento de um canal em língua inglesa para atender o reino Unido.

Para o moderado Khaled Maeena, diretor de redação do jornal saudita Arab News, a Al Jazeera "entrevista todos, de palestinos a israelenses, costuma chegar antes e faz uma cobertura completa".

Na imprensa síria, a Al Jazeera é atacada: " o megafone de Osama bin Laden". O jornal sírio Hakam Baba chama a Al Jazeera de " canal oficial de transmissões das mensagens de Bin Laden e do dr.Aymen Zawahiri".

Intelectuais independentes, no entanto acham injustas as críticas, mas entendem que a Al Jazeeea deveria apresentar comentários e editoriais depois das falas de extremistas como Osama bin Laden e o seu braço direito, o médico egípcio Aymen Zawahiri.

Não faltam histórias nesses dez anos de transmissões. A que mais circula dá conta de uma conversa entre o presidente dos EUA e o premier britânico, que teria convencido o primeiro a não mandar bombardear a Al Jazeera, inimiga declarada da administração Bush.

Da mesma forma que desagrada Bush, a Al Jazzera também encontra raivosos dirigentes do mundo árabe como, por exemplo, sauditas e tunisianos: a Tunísia mandou fechar a sua embaixada no Catar depois de a Al Jazeera ter colocado no ar uma entrevista de um dissidente tunisiano.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet