São Paulo,  
Busca:   

 

 

Espiões/D.Humanos

 

BABY GANG. A nova onda de violência no Primeiro Mundo.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch- Terra Magazine.

IBGF, 5 junho 2006.




Com relação à violência, nossos ouvidos já se acostumaram com vários termos: máfias, cartéis, Al Qaeda, torcidas organizadas, PCC etc.

A expressão da hora é baby-gang, como começa a ser empregada na Europa. O baby decorre da grande quantidade de meninos na faixa etária entre 10 e 15 anos.

Na terra que produziu os violentos hooligans, proliferaram as baby-gangs. Cerca de 500 mil crianças e adolescentes integram, na Grã Bretanha, essas novas gangues, que violam sistematicamente as leis e apavoram os cidadãos nas ruas e nas residências.

Aquela visão romântica de grupos de bagunceiros que queriam apenas se divertir já não mais existe na Europa. Uma baby-gang não mira no divertimento, mas em lesionar pessoas e patrimônios, ou seja, prática de ilícitos criminais pesados.

De cada baby-gang participam até quinze crianças e 1/3 dos integrantes já se envolveram com crimes graves, como roubo de automóvel, estupro, invasão de domicílio, tráfico de drogas ilícitas, etc.

Um levantamento realizado pelo Ministério do Interior inglês revelou que numa baby-gang armas de fogo e brancas (facas, porretes, soco-inglês) são freqüentemente empregadas nas agressões às vítimas.

Aterrorizar pedestres e invadir residências para danificar são atos rotineiros de uma baby-gang.

No momento, a preocupação maior das autoridades é de uma baby-gang acabar sendo atraída por associação delinqüencial formada por adultos e, aí, passar a agir sob suas ordens.

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, e está o documentário Falcão, as baby-gangs já são realidade. Na capital paulista, crianças de 10 anos, em grupos, subtraem bolsas e celulares ameaçando, com um caco de vidro, cortar faces e deixar cicatrizes.

*Wálter Fanganiello Maierovitch é colunista da revista Carta Capital e presidente do Instituto Giovanni Falcone (www.ibgf.org.br). *Terra Magazine


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet