São Paulo,  
Busca:   

 

 

Espiões/D.Humanos

 

PRINCESA DIANA: paparazzi condenados a pagar indenização simbólica de 1 euro

Por walter fanganiello maierovitch-rádio Jovem Pan



Os três paparazzi que fotografaram as últimas imagens da princesa Diana foram condenados, em sede de apelação, pela Justiça francesa.

O valor da indenização,-- por violação à privacidade---, foi fixado pela Corte de Apelo da França em 1 euro. Cada paparazzi, portanto, deverá pagar 1 euro, estabelecido como valor simbólico.

A princesa Diana e o namorado Dodi al Fayed faleceram tragicamente no dia 11 de agosto de 1997. O motorista do automóvel em que estavam, para fugir à perseguição dos paparazzi, chocou-se contra os muros do Túnel da Alma, em Paris.

Contra os paparazzi, Mohammed al Fayed, pai de Dodi e proprietário do famoso magazine inglês Harold´s, promoveu três ações indenizatórias. A terceira e última dessas ações indenizatórias é que acaba de ser concluída, com a condenação, em apelação, dos paparazzi, que tinham sido absolvidos anteriormente.

Na primeira das ações indenizatórias, o pai de Dodi alegou violação de privacidade, pois a princesa e o seu filho foram fotografados na saída do luxuoso Hotel Ritz, de propriedade dos Al Fayed.

A segunda ação indenizatória decorreu de fotos das vítimas, no Túnel da Alma e quando agonizavam, tiradas imediatamente após o acidente.

Com a terceira ação julgada, nos tribunais civis franceses, o caso está todo resolvido, com condenações a simbólicas indenizações.

Fora dos tribunais, as dúvidas não morreram. O pai de Dodi atribui à morte do casal aos Serviços Britânicos de Inteligência.

Túnel da Alma: como ficou o automóvel de Diana e Dodi.


No campo criminal, continua a dúvida se estaria embriagado o motorista que dirigia o automóvel com a princesa e de Dodi.

Está difícil para a princesa Diana descansar em paz.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet