São Paulo,  
Busca:   

 

 

Espiões/D.Humanos

 

FRONTEIRA México-EUA. Prefeitos reunidos e violência fora de controle.

Por IBGF/WFM

A 23a.Conferência dos governadores das cidades de fronteira entre México e EUA começou tensa. Um novo tema entrou em pauta: eventual infiltração terrorista pela fronteira

Nova Laredo, no lado Atlântico (Golfo do México) está mais violento do que Tijuana (Golfo da Califórnia-lado do Pacífico)


A violência e o tráfico de drogas aumentaram. Jornalistas e mulheres passaram a ser alvos e muitos assassinatos, por encomenda, ocorreram, em especial em Nova Laredo (veja matéria no nosso site sobre assassinatos de jornalistas no México). O governador do Texas,--Rick Perry--, mandou uma mensagem gravada e exibina no curso da Conferência. Apresentou proposta de criação de uma "força bi-naconal". Para o governador texano, "não poderá existir segurança à população sem segurança na fronteira comum".

A idéia de formação de um "grupo civil", à Uribe colombiano, foi prontamente afastada. Esses grupos viram paramilitares armados e incontroláveis, advertiu um dos participantes. Tal proposta, anteriormente, já havia sido apresentada ao presidente Vicente Fox, que a rejeitou. A propósito, Uribe é refém dos paramilitares e quer anistia para eles.

TIJUANA: controla o tráfico e é abastecido pela cocaína colombiana.


Para se ter idéia da situação, mais de 100 pessoas foram assassinadas nos últimos meses. Em Nova Laredo, em menos de um ano, foram executados 87 mexicanos e sequestarados, para fim de extrosão patrimonial, 30 cidadãos norte-americanos.


Assuntos Relacionados
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet