São Paulo,  
Busca:   

 

 

Espiões/D.Humanos

 

Presidente do Irã quer distância de universitários.

Por Wálter Fanganiello Maierovitch

2 outubro de 2007.
.


Depois de passagem pouco feliz pela universidade de Columbia, em Nova York, o polêmico presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, resolveu dar um tempo.

Ele acaba de adiar sua visita à Universidade de Teerã, para participar da tradicional abertura do Ano Acadêmico.

O verdadeiro motivo foi evitar vaias e contestações dos acadêmicos. No ano passado 9dezembro de 2006), o presidente Ahmadinejad recebeu apupos de estudantes iranianos e interrompeu o seu discurso no Ateneu Politécnico Amir Kabir.

Num momento em que, internamente, Ahmadinejad perde apoio popular, não lhe convém receber reprovações em encontros públicos. Ainda mais de jovens estudantes iranianos.

Em entrevista ao jornalista Sérgio Dávila, do jornal Folha de S.Paulo , edição de 1 de outubro, a intelectual iraniana Haled Esfandiari foi esclarecedora: ao visitar a mãe, ficou detida três meses em Teerã sem acusação formal.

Haled Esfandiari, conforme anota Sérgio Dávila, é diretora do Programa para o Oriente Médio do renomado Wilson center. Ela mora nos EUA e destacou que na questão nuclear o governo tem aprovação popular. Mas, mudanças são almejadas pela sociedade civil. Só que “mudança virá de dentro”, ou seja, não por pressão internacional.

No jogo de cena diário, Ahmadinejad declarou, em entrevista ao site Khobar, que os EUA querem fazer dele um Osama bin Laden. Ainda frisou que na Universidade de Columbia foi considerado um ignorante e despreparado ao negar o Holocausto. Mais, chegou a observar estudantes com cartaz em que sua imagem fora colocado ao lado da foto de Bin Laden.

PANO RÁPIDO. Enquanto perde popularidade internamente, Ahmadinejad viaja pelo mundo, numa tentativa de demonstrar ao seu povo ser detentor de uma liderança universal.

No final de setembro, Ahmadinejad esteve com Morales e Chavez, que o consideram um revolucionário e o Irã já faz parte do grupo bolivariano. Mais um pouco, o desequilibrado Ahmadinejad estará no rol dos ditadores populistas de repúblicas bananeiras.
Wálter Fanganiello Maierovitch.


Assuntos Relacionados
Agora | Máfias/Dinheiro Sujo | Drogas Ilícitas | Terror//Insurgência | Espiões/D.Humanos | Entrevistas | Colaborador- Carta Aberta. | Cultura | Imagens e Áudios | Eventos | Memória | Quem Somos | Contato | Textos dos Internautas
© 2004 IBGF - Todos os direitos reservados - Produzido por Ghost Planet